O dia 20 de março é conhecido como o Dia de Atenção a Disfagia, uma alteração no trajeto do alimento da boca até o estômago, que atinge hoje no Brasil 16% da população entre 70 e 79 anos e 33% dos pacientes acima de 80 anos. Em pacientes internados a disfagia pode chegar a 47% acima dos 80 anos, segundo dados do livro Disfagia no Idoso, da editora Booktoy. Os sintomas mais comuns são tosse, engasgo, sensação de alimento parado e pigarro. Em alguns casos acontece a disfagia após processos operatórios. “O tratamento é feito mediante avaliação fonoaudiológica estrutural e funcional bem como terapia com exercícios de motricidade oral. Como o tempo de recuperação pode variar de paciente a paciente, mostrar soluções para uma boa alimentação durante o processo é fundamental”, afirma Juliana Venites, fonoaudióloga da Clínica Nobre, doutora pela Escola Paulista de Medicina e membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia – seção São Paulo.

A fim de chamar atenção para a data, a Nobre Saúde realizou a ação “Comer com Alegria mesmo com Disfagia”, que propiciou a pacientes e familiares a participação em uma oficina em nosso espaço gourmet. “A ideia do evento era mostrar para familiares e pacientes receitas saborosas e fá-ceis para o dia a dia de quem tem o problema”, conta o diretor da Nobre, Eduardo Santana.

Aqui na Nobre, nossa equipe multidisciplinar trabalha para que todos possam voltar a comer com alegria. Veja nesse vídeo veja alguns depoimentos dados por pacientes.

Leave a reply